Esperança no ar…é hora de esperançar!

“Não confundamos esperança do verbo esperançar com esperança do verbo esperar. Violência? O que posso fazer? Espero que termine… Desemprego? O que posso fazer? Espero que resolvam… Fome? O que posso fazer? Espero que impeçam… Corrupção? O que posso fazer? Espero que liquidem… Isso não é esperança, é espera. Esperançar é se levantar, esperançar é ir atrás, esperançar é construir, esperançar é não desistir! Esperançar é levar adiante, esperançar é juntar-se com outros para fazer de outro modo. Mario Sergio Cortella.”

E como fazer de um modo diferente? Inovando a mente!

Esperançar que as coisas boas partam das pessoas é utopia. Viver  constantemente recolhendo o “lixo” das atitudes humanas é evoluir em meio impuro, imundo. Mas é através desse convívio que podemos tiras experiências proveitosas, para si e para os outros. Tal como a flor de lótus que mesmo convivendo nas mais impuras águas, retira delas a pureza necessária para sua sobrevivência e expele as impurezas que não lhe servem nem lhe contaminam.

Tanto a flor de lótus quanto o lixeiro convivem com as impurezas sem contudo contaminar-se por elas.

Depende de cada um inovar o modo como enxerga as impurezas, imperfeições, incompreensões, insensatez, incredulidade, in…! Inove a mente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *