Revolução Mental? Não há!

De acordo com Albert Einstein, a mente que se abre a uma nova ideia jamais voltará ao seu tamanho original. Sendo assim, façamos o seguinte questionamento: haverá a possibilidade de fazermos uma revolução mental?

Com base em fatos históricos podemos constatar que o corpo que sustentou a mão que segurou a espada foi motivado pelo verbo que se fez ação desencadeando uma revolução.

Nem o corpo, nem a mão, tampouco a espada, muito menos ainda o verbo  e jamais a revolução foram e serão capazes de desenvolver um Mundo Bem Melhor. Basta olhar o mundo à nossa volta.

O corpo foi queimado, a mão e a língua foram cortadas, o verbo foi silenciado e se tornou inativo e a tão esperada revolta voltou ao mesmo ponto de onde partiu, pois se tratava de um movimento giratório onde se buscava ilusória transformação.

A única transformação que não pode ser interrompida, parada, estancada é a transformação mental. Ou quem sabe uma transformação do entendimento, da interpretação. É fato que a mente continua, ou melhor, a mente já é por si mesma, estado de presença, nesta e em outras dimensões, afinal, tudo é mental.

Iniciando com uma grande mente e concluindo com outra: A única revolução possível é dentro de nós (Mahatma Gandhi).

Fica o convite: inove a mente!

O despertar aos 48 do primeiro tempo

O verbo sentir desperta em mim o interesse constante de prosperidade e crescimento, e para isso, sei que preciso ampliar a minha visão até descobrir que eu sou uno e Todo ao mesmo tempo. Sei disso pelo fato de fazer parte de mim uma centelha divina que está presente em tudo o que existe. O caminho que encontrei foi o de buscar a evolução mental, física e espiritual.

A partir dali, comecei a pensar na minha missão e penso que seja praticar meus talentos, me desenvolvendo intelectualmente, graduando nas áreas das ciências humanas, filosofia e psicologia, servindo ao maior número de pessoas para conquistarem todos os seus desejos, dos mais íntimos aos altruístas.

Fruto da minha enriquecedora união estável, surgiu uma alma Clara e com ela tive a clara visão que ainda preciso libertar as minhas feras e retirar vários véus que me impedem de captar as vibrações energéticas que nos cercam. Só ampliarei  mais ainda esta visão quando ampliar também a minha consciência de vida até chegar a uma consciência maior, à consciência cósmica. Quero conhecer a Verdade, caminhar rumo à Justiça, ganhar a Liberdade e encontrar a verdadeira Paz, praticar o Privilégio de Ser nas mãos de quem dá!

Quero Ser e ter como amigo uma grande mente de nome Celso Charuri e de todos os seus amigos. Estar, por minhas qualidades e conduta, no direito de obter (ob+ter) tudo o que desejo. Desejo retornar pro bairro que me acolheu na infância, empreender o treinamento emocional sistêmico, e contribuir 5 dígitos nas obras daqueles que tem o privilégio de ser nas mãos de quem dá, enfim, meu desejo é ser um tijolo na construção de um mundo bem melhor.

Inove a sua mente…

Acorda que há corda

Acorda que há corda

Já ouviu algo sobre gasto inútil de energia útil? Talvez pela falta de coragem para sentir, aflorar as potencialidades! Com este pensamento começo a refletir sobre minha caminhada na introdução filosófica de princípios absolutos a partir dos meados de 2014. Na verdade tudo começou no ano de 1993. Um ano de muitas experiências onde o convite para a ação aconteceu: reprogramar, fazer sentido, encontrar razão. Quanto mais enxergo o óbvio menos vejo quem sou, onde estou, de onde vim, e pra onde vou, se é que vou. SENTIR é o verbo. Verbo que se faz necessária ação. Mas a principal ação é a do silêncio, da reflexão, da meditação. Me falta treino, embora pratique todos os dias, me falta treinar o sentir. Me falta acordar para a Vida. Acordar para os sinais de Vida que estão à nossa volta o tempo todo e não percebemos, por estarmos “dormindo” acordado. E por falar em corda, “a corda simboliza ligação, vínculo, união, sobretudo quando possui um ou mais nós, significando uma ligação com as forças ocultas do universo. Já quando é representada estendida, sem nós, a corda simboliza ascensão, o ato de subir, de elevar-se. Num sentido mais místico, a corda significa uma conexão entre a consciência humana e a essência espiritual, uma ligação sagrada entre a matéria e o espírito, indicando que toda ação está atada a uma reação, e que cada pessoa está amarrada às suas escolhas.(https://www.dicionariodesimbolos.com.br/corda/).” O melhor de tudo é saber que posso ter novas escolhas a cada dia, em cada ponto de partida, em cada linha de chegada, em cada bifurcação ou encruzilhada, mas sempre apto a exercer o livre arbítrio. Faça bom uso disso. Acorda que há corda.

Inove a sua mente…

Olá, interpretativa mente!

Interpretar, dar sentido, precisar, determinar, descobrir…

O despertar da mente consiste em nascer realmente, viver com vigor, valorizar cada instante, mais com amor do que com a dor, é enriquecer-se de conhecimento e de virtude.

O despertar da mente começa com a meditação. Esta, por sua vez com a reflexão, e esta por fim, começa com o silêncio. Silenciar para não morrer e não o contrário. Morremos a cada dia com medo da morte, sem ao menos ter vivido.

Buscamos incessantemente viver, ou – ilusoriamente – o prazer de viver, sem sabermos que para viver é necessário primeiro ter nascido. O despertar da vida é feito com o despertar da mente, quieta, meditativa, silenciosa, secreta, única, total. Sair do estado de torpor, readquirir força.

Reforçando o desejo de renascer a cada dia, e buscando inovar a minha mente, criei este site (i9amente.com.br) com o intuito de  descobrir o significado das entrelinhas dos pensamentos que circunda uma grande mente, e através da leitura diária de textos de Dr. Celso Charuri, interpretar relativamente o sentido de suas palavras, e dar, por fim, algum sentido à minha quotidiana vida.

Compreendo a amplitude da minha relativa mente, que enquanto dorme em seu estado relativo, detém certo potencial de contato com o absoluto. Assim, procurarei ser agente, despretensioso tradutor, para tentar filosofar, o que se encontra entre os diversos relativos para, com isso, me aproximar do absoluto.

O foco principal desse blog, é fazer um convite, a quem quer que o leia, a pensar e repensar sobre diversos assuntos quotidianos,  em curtos textos que teve como fonte de conhecimento grandiosa sabedoria. De forma interpretativa, jamais esgotando todas as possibilidades, de se fazer uma nova leitura, inovando os relativos ao encontro do absoluto. Pensando. Repensando. Inovando a mente.

Inove a sua mente…